Mano, valoriza o homem que te chama de princesa, bebê, linda, gostosa e afins, porque ele tá sendo sincero e gosta de você. Valoriza o homem que saiba te dar uma flor, uma roupa, uma coisa que você quer muito, até uma joia. Valorize o homem que pegue na sua bunda, na sua coxa, nos seus peitos, que pegue na sua mão, no entanto que TE RESPEITE acima de tudo, que saiba te valorizar também. Valorize o homem que beije sua boca de forma irresistível, que beije seu corpo com desejo, que beije sua testa com carinho, que beije as costas da sua mão num gesto de brincadeira. Valorize o homem que é imperfeito, que erra, que te machuca mesmo sem intenção e que quando te vê chorar, chora junto pela burrice que cometeu, que pede desculpas e que limpe suas lágrimas e depois faça cócegas em você. Valorize o homem que te faz sorrir com palavras, com gestos, fazendo você pagar mico no meio do shopping, que te faz sorrir com piadas idiotas. Valorize o homem que te leva na casa dele, apresenta-te para a família dele como sua futura esposa e que te leve pro quarto pra jogar video-game e depois fazer amor com você. Valorize o homem que brinca, que erra, que pede desculpas, que faz idiotices, que comete loucuras, que faz bobagens, que diz eu te amo, que te xinga de todas as formas, que te da beliscões, que te da conselhos, que faz coisas erradas. Enfim, valorize o homem da forma que ele é, porque ele não é perfeito, apenas valorize ele se sabe que ele te ama, mesmo com todos os defeitos dele, porque nós não somos perfeitos, mas ao lado de quem amamos podemos mostrar nossos defeitos. Apenas valorize aquele que você sabe que te ama, mesmo cometendo um erro, mas assumindo-o. Mesmo ele não dizendo que te ama a toda hora. Porque sendo quem você for, errada, chata, birrenta, ele vai te valorizar.”

Não preciso de suicídio se eu  ficar escutando Payphone e olhando pra esse gif. Por mais que eu tenha vontade de reblogar todas as fotos desses “tumblrs de buteco”, por maior que seja a dor de lembrar o porque dos olhos inchados que eu vejo no espelho quando eu acordo, e por mais dificil que seja tudo, não vou mais “pautar” vou segurar a onda calado.